Charlize Theron lamenta não participar de spin-off de ‘Mad Max’

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Charlize Theron, 44, lamentou não ter sido escalada para o spin-off de “Mad Max” (2015) que retratará a juventude de sua própria personagem no filme, a Imperatriz Furiosa.

“É um pouco difícil de engolir. Veja, eu respeito totalmente George [Miller, o diretor], ainda mais depois de fazer ‘Fury Road’ com ele. Ele é um mestre, e eu desejo a ele nada além do melhor. [Mas] Sim, é de partir o coração, com certeza”, afirmou Theron ao portal The Hollywood Reporter.

“Eu realmente amo essa personagem [Furiosa] e sou muito grata por ter tido um pequeno papel na criação dela. Ela sempre será alguém em quem penso e reflito com carinho. Obviamente, eu adoraria ver a história continuar e, se ele sentir que precisa fazer isso dessa maneira, confio nele.”

A ideia do novo longa é mostrar a vida da personagem na Terra Verde, antes de ela ser separada do grupo. Anya Taylor-Joy, 24, (de “Fragmentado”) seria uma das atrizes cotadas para interpretar a versão mais nova da protagonista. O filme deve iniciar suas filmagens em 2021, e ainda não tem data de estreia definida.

Durante a entrevista, Theron também revelou que está sendo produzida uma sequência para o filme “Atômica” (2017), da Netflix, do qual ela é protagonista.

Deixe o seu comentário